Amsterdam: canais, história e boêmia

Não vi moinhos, e as tulipas que vi foram raras nesse fim de inverno que estive em Amsterdam. Porém pude ver uma cidade muito charmosa, limpa, com pessoas educadas e receptivas ( algumas mutcho loucas ). Casas barco, infinitas bicicletas, feirinha de rua, coffe shop, e é tudo do jeitinho que eu via em filmes e TV. 😀

Passamos dois dias e meio por lá e tentamos aproveitar ao máximo o que a cidade tem a oferecer. Como nosso tempo era curto, utilizei da planilhinha onde coloco as atrações que quero visitar e tenho um planejamento prévio, nada muito neurótico, apenas para não perder o que priorizávamos. E pela cidade não ser muito grande ( considerando a região turística )  conseguimos fazer de tudo um pouco.

IMG_7786

A Imigração e chegada:

Chegamos em Amsterdam com origem de Paris, uma viagem de cerca de quatro horas feita com a empresa Thalys. Confesso que não vi nada da viagem, o cansaço já era tanto que dormi em Paris e só acordei em Amsterdam. O trem é confortável, tem wi-fi, além de lanchonetes em alguns vagões ( todos os trens que pegamos tinham esse serviço ). A passagem foi comprada antecipadamente pela Rail Europe (após pesquisar ouvi reclamações sobre o site da Thalys, então preferi não arriscar).

IMG_7543

Um pedacinho do trem e a checagem das malas

image

A estação central foi o nosso ponto de chegada e partida

Não houve qualquer verificação de imigração ao chegar em Amsterdam, não tinhamos certeza quando descemos ( sempre com a pasta de documentos em mão ), mas o motivo é que nossa origem sendo a França, já estávamos na área chamada de Schengen, onde as fronteiras são abertas entre os países do acordo.

Para chegar ao centro pegamos um Tram a partir da estação, tem um ponto bem em frente. De lá até a região do Vondel Park são umas seis paradas, cerca de 20 minutos (ou menos).

Hospedagem:

Ficamos hospedados em um hostel muito bem localizado, praticamente dentro do Vondel Park (pois era quase um bequinho a rua do Hostel rsrs). Como já estávamos no nosso terceiro país e ficaríamos por um curto período optamos por pagar um pouco a mais e ter o conforto de poder estar perto dos principais pontos.

Nosso hostel foi o Stay Okay, e com certeza foi um dos hostels mais legais que já conheci. Com uma ótima estrutura (ele é enorme), limpo, confortável, café da manhã incluso ( TOP hmmm) e um staff muito legal. Fomos recepcionados por uma Holandesa fã de Tim Maia! Muito legal ela falando da boa música brasileira.

Janela_stay_ok

Nossa vista do quarto

Café da manhã

Café da manhã cheio de opções, com direito a frutas! hmmm

Para encontrarmos o hostel foi um pouco difícil, pois como disse é quase um beco a rua que é colada ao Vondel Park. Tivemos que pedir informações e uma dificuldade em Amsterdam é a pronúncia dos nomes das ruas. Já devia ser uma 19h, cansados, com fome, muito frio, e sem internet pedimos informações para algumas pessoas, e todas foram super atenciosas! Um rapaz muito bem arrumado que estava de bike, parou, tirou as luvas, pegou o próprio celular e entrou no google pra pesquisar a localização da rua que eu estava soletrando, por que né, meu holandês não estava muito bom, nem nunca esteve hahaha…

Transporte:

O transporte que utilizamos em Amsterdam foi o Tram. Você pode comprar o bilhete com limite de 1h em diante, até para um ou mais dias. É possível comprar em máquinas ou com o próprio cobrador ou motorista ( alguns não tem cobrador ). Como eles são válidos por um tempo determinado você tem que passar no sensor ao entrar e ao sair do Tram. Um bilhete com validade de 1h estava custando €2,90 (referência março/2016).

IMG_7562

Dentro do Tram as próximas paradas

No começo parece complicado, mas os mapas da cidade tem indicações de qual Tram passa em determinada rua, o que facilita na hora de chegar a um ponto turístico.

Passeios:

Para diminuir a quantidade de dinheiro em espécie que teríamos que levar, utilizamos da mesma alternativa de comprar ingressos de algumas atrações direto do Brasil. Compramos pela Ticket Bar nossos ingressos do Heineken Experience e ganhamos um passeio de barco, o Canal Cruise. Só uma coisa chata que aconteceu foi com o ingresso da Casa da Anne Frank, compramos com eles e depois vieram nos dizer que não tinham o ingresso. Aconselho que deixem para comprar o da Anne Frank no dia, pois é muito disputado e podem passar pela mesma situação que nós. Eles então nos ofereceram outro passeio em troca que foi um de bicicleta, mas dois dias antes cancelaram, e trocamos pelo museu Van Gogh que já queríamos ir mesmo. Só me causou um pouco de preocupação a demora em nos mandar os ingressos do Van Gogh. Comecei a achar que era golpe, que os outros passeios não existiam também, pois já estávamos em Amsterdam e nada dos ingressos. Tive que ficar cobrando e não era sempre que estava com acesso à internet. No fim nos mandaram e deu tudo certo, mas achei chato isso…

Veja fotos de alguns de nossos passeios, e em breve falarei um pouco de cada um deles:

Partida:

As minhas impressões sobre Amsterdam foram ótimas! É uma cidade muito jovem, e agradável. Só a achei um pouco cara. Parece que é lugar que a galerinha mais jovem de outros países europeus curte ir de turma para passar fim de semana, ou férias. Vimos muito disso lá, meio excursão de formatura rs…

tulipas_amsterdam

As famosas tulipas

É um lugar que preciso voltar em um uma época de verão para conhecer o Keukenhof ( parque das tulipas )  que não estava aberto ainda, procurar moinhos, que acabamos nem nos interessando dessa vez, ou apenas para ficar de boa mesmo na beira dos canais tomando um sol e pensando na vida ( desejo do momento rs ).

Depois de um fim de semana em Amsterdam partimos de trem com destino à Berlim, nossa última parada dessa inesquecível trip.

 

 

 

Anúncios

2 Respostas para “Amsterdam: canais, história e boêmia

  1. Pingback: Sobre como não me apaixonei por Paris | Livro de aventuras·

  2. Pingback: Realizei um sonho! | Livro de aventuras·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s